Eu Queria Ser Chico Landi

“Eu queria ser Chico Landi” é um longa-metragem documentário que irá traçar um retrato desse pioneiro do automobilismo brasileiro. Ambientado em oficinas mecânicas, autódromos e traçados de antigos circuitos de rua, o filme busca ir além do registro biográfico para mergulhar na paixão de Landi pela mecânica e pela velocidade.

A trajetória do “Velho Chico” pode ser dividida em três grandes momentos: o início e o final da vida como mecânico e dono de oficina; a carreira de piloto profissional, de 1934 a meados da década de 1950 (interrompida durante a guerra); e a de construtor de carros, chefe de equipe, e também piloto (por “diversão”), entre meados da década de 1950 e os anos 1960.

Cada um desses momentos será contado pelos personagens entrevistados para o filme – pilotos, mecânicos, jornalistas, amigos e familiares –, que irão conduzir o público pelas locações marcantes da trajetória de Landi: o ambiente da oficina mecânica (a garagem de Toni Bianco), o Autódromo de Interlagos em São Paulo (a segunda “casa” do piloto), e as cidades do Rio de Janeiro, de Buenos Aires e Bari (Itália), nas quais o piloto se consagrou nos circuitos de rua.

 

veja também a  página no Facebook